/ Bitcoin

Explicando a Bitcoin

O que é Bitcoin?

Bitcoin é a primeira moeda eletrônica descentralizada. A grande inovação tecnológica da Bitcoin foi eliminar a dependência de autoridades centrais para registrar os saldos e as transações entre os usuários da moeda. Para isso, a Bitcoin usa diversas técnicas de criptografia e um sistema de incentivos econômicos para que todos participantes de sua rede colaborem de forma honesta.

Quem foi o seu criador?

A pessoa (ou pessoas) responsável pela criação da Bitcoin se identifica pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto. Estima-se que ele possua cerca de 1 milhão de bitcoins, que nunca foram movimentados, e sua última mensagem que se tem conhecimento foi escrita em 2011. O fato de seu criador ser anônimo reforça o caráter descentralizado da Bitcoin, uma vez que é livre de associações com a imagem de uma pessoa que poderia influenciar desproporcionalmente seu desenvolvimento e governança.

Como a Bitcoin funciona?

Quando é feita uma transação de bitcoin, o usuário envia uma mensagem para a rede de computadores que mantém o registro de transações. Essa mensagem é análoga a um cheque, pois contém o valor, quem irá receber e uma assinatura digital de quem está enviando. Os computadores da rede Bitcoin verificam a assinatura da mensagem e, baseado em todo histórico de transações, se a pessoa possui saldo suficiente para fazer o pagamento, em caso positivo eles registram a transação.

Existe a possibilidade de diferentes computadores dessa rede receberem mensagens conflitantes, pelo fato de levar alguns segundos para que a mensagem seja transmitida por toda a rede. Para ficar mais concreto, imagine que você tenha 1 bitcoin e transmita duas mensagens praticamente ao mesmo tempo para a rede, uma transferindo esse bitcoin para o João e outra para Maria. Neste caso, parte dos computadores irão considerar válida apenas a transferência para o João, enquanto outros irão considerar válida apenas a transferência para a Maria.

Para resolver este problema, os computadores da rede tentam encontrar a solução para um desafio criptográfico difícil e, quando encontram, divulgam a solução para o resto da rede. Ao encontrar esta solução, as transações registradas por este computador passam a ser consideradas válidas pelos demais computadores (desde de que as assinaturas e os saldos de todas elas também sejam válidas) e se resolve a dúvida entre quem recebeu a bitcoin, o João ou a Maria.

Este processo, se repete em média a cada 10 minutos e o conjunto de todas as transações registradas dentro de cada um desses intervalos é chamado de bloco. A sequência destes blocos é conhecida como blockchain.

Como esse processo de encontrar a solução do desafio criptográfica tem custos em equipamento e energia, o computador que encontra a solução tem o direito de emitir uma quantidade pré-definida de novas bitcoins para recompensar a si próprio e por isso são chamados de mineradores.

É seguro usar Bitcoin?

A segurança da Bitcoin é resultado dos métodos criptográficos, incentivos econômicos para os seus participantes e sua descentralização. Desde seu início em 2009, nunca houve nenhum ataque bem sucedido aa Bitcoin. O risco de segurança existe, porém ele já se provou um dos sistemas computacionais mais resistentes já criados.

Como adquirir bitcoins?

Há duas formas de adquirir bitcoins, uma é comprando de alguém que já tenha e outra é minerando. Pela minha experiência, mineração nunca é viável para pessoas comuns, por mais que propagandas na internet tentem vender esse tipo de serviço na nuvem para lucro próprio. A melhor forma de adquirir bitcoins é comprar de alguém através de uma corretora online. Estas corretoras intermediam as compras e vendas de bitcoin entre milhares de pessoas que não se conhecem, assim como funciona uma corretora de ações. Como as corretoras de bitcoin não são reguladas pela CVM ou Banco Central, é importante se atentar para suas reputações no mercado, sempre pesquise com pessoas de confiança para reduzir o risco de perder seu dinheiro por fraude ou falha técnica.

É fácil usar Bitcoin para fazer pagamentos?

Sim, basta usar um dos softwares disponíveis que funcionam como carteiras de bitcoin. Inicialmente você deve transferir o saldo da corretora para sua carteira e depois pode usá-la para transferir bitcoins para qualquer outra pessoa ou empresa. Para isso, basta digitar o valor e o endereço para o qual quer transferir (análogo ao número de uma conta bancária).

Quais são as vantagens e desvantagens da Bitcoin?

As vantagens da Bitcoin são sua independência de autoridades centrais capazes de inflacionar, confiscar ou censurar o uso da moeda e a possibilidade de transferir valores para qualquer lugar do mundo com grande velocidade, baixas taxas e alguma privacidade.

Ao meu ver as maiores desvantagens da Bitcoin são sua grande volatilidade atual, devido a estar no início de sua curva de adoção e riscos regulatórios, assim como o risco de perda por erro ou roubo principalmente por parte de usuários inexperientes, visto que a tecnologia é relativamente nova e as ferramentas para utilizá-la ainda irão amadurecer.

É possível ganhar dinheiro com Bitcoin?

Sim, a Bitcoin é um ativo novo e com grande potencial de utilização e crescimento. Quem acredita no sucesso dele, pode ganhar dinheiro investindo na moeda, porém recomendo primeiro entender o ativo que está comprando e os riscos associados. Outra forma de ganhar dinheiro é com a mineração de bitcoins, atividade importante para manter a rede em funcionamento, porém é economicamente viável apenas em grande escala, em locais com baixo custo de energia elétrica e equipamentos eletrônicos e com clima frio para se evitar custos de refrigeração. Importante ter cuidado com ofertas de mineração em nuvem, as propagandas costumam ser enganosas pois dificilmente uma operação rentável de mineração irá abrir para você investir.

Como qualquer outra moeda, existem várias formas indiretas de se ganhar dinheiro com a Bitcoin, por exemplo prestando serviços de corretora, armazenamento, sistemas de pagamento, etc.

O que determina o preço da bitcoin?

O preço da bitcoin é determinado pelo mercado, pela oferta e demanda por este ativo. Diferente de moedas fiduciárias como o real, a quantidade máxima de bitcoins existentes no mercado é fixa e sua taxa de emissão é conhecida.

Quando a Bitcoin entrou em funcionamento em janeiro de 2009, eram emitidos 50 novos bitcoins a cada 10 minutos em média, essa taxa de emissão é reduzida pela metade a cada 4 anos aproximadamente, sendo que hoje é de 12,5 e após reduzir pela metade 64 vezes ela deixará de ser emitida por completo, resultando em um total um pouco menor que 21 milhões de bitcoins por volta do ano 2140.

Como a oferta de bitcoins é limitada e conhecida, o principal fator que define o preço é a demanda, que depende da escala de adoção da moeda ou expectativa de adoção futura.


Fui entrevistado em 06/04/2018 pela Carolina Zanchim, que publicou a matéria na 138ª edição da Revista Kappa de São Carlos, páginas 74-76.

Victor Morandini Stabile

Victor Morandini Stabile

Founder & CTO da Liber Capital. Engenheiro Físico. Entusiasta da cultura hacker, criptografia, Bitcoin, IA e exploração espacial.

Read More
Explicando a Bitcoin
Share this

Subscribe to Victor Stabile